Paripe.net

Comandante da 19ª Companhia é homenageado pela Câmara

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva


O desejo de reconhecer oficialmente o trabalho do major da Polícia Militar Elsimar de Oliveira Leão, comandante da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), partiu da população de Paripe. O bairro teve uma redução considerável na violência com impacto positivo no comércio e na qualidade de vida. O então vereador (licenciado em 13 de agosto) José Trindade (PSL) concretizou a vontade da comunidade com a indicação da outorga da Medalha Thomé de Souza ao major. A honraria foi entregue em sessão solene no Plenário Cosme de Farias, na noite desta quinta-feira (16).

“Estou sempre presente no Subúrbio Ferroviário e os moradores de Paripe e adjacências pediam que a Câmara fizesse um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo major. Desde a sua chegada em 2016, houve uma redução significativa da violência e uma aproximação grande da Polícia Militar com a população”, disse José Trindade. O vereador licenciado sugeriu, então, à Câmara que concedesse a sua maior honraria ao major, a Medalha Thomé de Souza, outorgada a pessoas com relevantes serviços prestados ao município de Salvador.

Segundo dados da Polícia Militar, em 2016, quando o comandante assumiu a 19ª CIPM, a cada 100 homicídios acontecidos na capital, 50 eram no subúrbio. Nos primeiros seis meses deste ano, foram registrados 17 homicídios na região, sendo que nos meses de março e abril não houve ocorrências do tipo.  “O que me deixou mais feliz foi saber que esse reconhecimento partiu da população. Isso é motivo de muita honra para mim. As pessoas reconhecem que a qualidade de vida e a segurança aumentaram e vivem mais tranquilas lá”, afirmou o homenageado, que recebeu a medalha das mãos da esposa Verônica Leão e dos filhos Leonardo e Carolina. A música da sessão ficou por conta do regente do Coral da PM, aluno oficial Josué da Paz, do sargento Lima e da cantora Brenda Cruz, aluna da Base Comunitária Social. 

Reconhecimento

A sessão solene reuniu moradores, comerciantes e líderes comunitários do subúrbio que também agradeceram ao major Leão pelo trabalho social desenvolvido na região. Na Base Comunitária Social são executados sete projetos. Entre eles, o de prevenção às drogas, atividade física para idosos e karatê e boxe para adolescentes. O subcomandante do Comando de Policiamento da Capital, coronel Gildeon Fontes, elogiou o desempenho do major. “Ele vem desenvolvendo um trabalho muito positivo, tanto no administrativo quanto no operacional. A prova disso é o reconhecimento da comunidade e a redução dos indicadores de violência”, pontuou o subcomandante.

“O major Leão tem ajudado muito também à Base Naval de Aratu. Sempre que solicitado ele é muito atencioso. Tínhamos que prestigiar essa homenagem”, afirmou o capitão de fragata Barreto, representante do comandante da Base Naval de Aratu, capitão de mar e guerra Marcus Vinícius de Castro Loureiro. Em parceria com a Marinha, a 19ª CIPM realiza mutirões para atendimento médico e odontológico para os moradores.

“Agora a sensação em Paripe é de segurança. Nossa noite é tranquila e feliz e isso tem movimentado o comércio que pode fechar mais tarde. O impacto na economia local é visível”, disse o administrador do Centro de Abastecimento de Paripe e membro da Associação de Moradores 8 de Dezembro, César Augusto Pereira.

A mesa da sessão solene foi composta, ainda, pelo delegado da 5º Delegacia Territorial de Periperi, Maurício Dias, pelo chefe do Acompanhamento Comunitário, Hernandes Gomes de Lira e pela presidente do Receptivo de Baianas de Fazenda Coutos, Maria Conceição Santos. Também participaram da solenidade o coordenador-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sósthenes Macedo e o Padre Edmilson, pároco da Igreja de Nossa Senhora do Ó, em Paripe.