Paripe.net

Vacinação contra HPV prossegue nos postos municipais



A procura pela vacina para proteção contra o papilomavírus humano (HPV) ainda é pequena nas 130 salas de vacinação controladas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A imunização – que ocorre em duas etapas, com intervalos de seis meses entre as doses – prossegue como parte da rotina nos postos de saúde. As unidades funcionam das 8h às 17h e a lista pode ser consultada no site da secretaria.

A imunização tem como público-alvo meninas com idades entre 9 e 14 anos e meninos entre 11 e 14 anos. Além dos jovens, a imunização contra HPV é abrangente também a pessoas com HIV, pacientes em tratamento quimioterápico ou recém-transplantados, com idades entre 9 e 26 anos.

A meta, de acordo com a subcoordenadora de Imunização da SMS, Doiane Lemos, é vacinar 80% dos cerca de 100 mil jovens que integram o público-alvo. “A vacinação é vital na luta contra diversos tipos de câncer, como de útero, pênis ou ânus. É preciso que toda família esteja envolvida nas ações de divulgação da necessidade de imunizar esses jovens, de forma a prevenir a ocorrência da DST (doença sexualmente transmissível) e câncer no futuro”, diz.

De acordo com dados recentes da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 300 mil mortes anuais são registradas em todo o planeta por conta de consequências cancerígenas originadas pelo HPV. O termo abriga cerca de 150 tipos de vírus, sendo que apenas 13 deles são considerados de alto risco.

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva