Paripe.net

Trens do Subúrbio paralisam atividades nesta quinta-feira

Imagem Responsiva


Trens do Subúrbio paralisam atividades nesta quinta-feira
Foto: Reprodução

Quem utiliza os trens do Subúrbio Ferroviário de Salvador precisa encontrar uma alternativa para se deslocar nesta quinta-feira (6). A paralisação do serviço começou nesta quarta-feira (5) segue até amanhã. Os trabalhadores do sistema suspenderam as atividades com o objetivo de pressionar o governo a reajustar os salários. 


Em nota, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Ferroviário e Metroviário dos Estados da Bahia e Sergipe (Sindiferro) informou que a decisão foi tomada em Assembleia Geral realizada no dia 27 de setembro. Ainda segundo o sindicato, essa é terceira paralisação em menos de dois meses.


"O motivo de total insatisfação da categoria ferroviária é o reajuste salarial zero oferecido pela empresa CTB; os trabalhadores pedem a inflação do período, 9,27%. Outro agravante, é que os rendimentos estão defasados há 11 anos, desde que os trabalhadores foram transferidos do controle da União, para o município, até chegarem ao estado", diz a nota.


O sindicato informou que 18 mil pessoas são transportadas, todos os dias, nos trens do Subúrbio e lamentou os transtornos provocados pela paralisação. Nos meses de setembro e agosto o sistema também foi paralisado por conta de questões salariais. 


Governo do Estado


A Companhia de Transportes da Bahia (CTB), responsável pela administração do serviço, informou em nota que o governo do estado reajustou o salário dos trabalhadores três vezes nos últimos anos. 


"A CTB esclarece que, desde que o Estado assumiu a gestão do sistema de trens do Subúrbio, em maio de 2013, os salários dos funcionários foram reajustados três vezes, chegando aos 22,42% de aumento acumulado ao longo destes três anos", afirmou.  


O julgamento do dissídio coletivo de trabalho estava previsto para acontecer nesta quinta-feira, mas foi remarcado para uma data ainda não definida.