Paripe.net

SPMJ realiza atualização cadastral no Primeiro Passo no Subúrbio

Imagem Responsiva


A Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ) promoveu a atualização cadastral dos moradores do Subúrbio no programa Primeiro Passo. Cerca de 1.200 pessoas estiveram no Subúrbio 360, no bairro Alto de Coutos, para informar os dados cadastrais, como nome completo, número do registro geral, endereço e telefone. Com a ação, o órgão aproximou o serviço obrigatório dos moradores da região.

Para a dona de casa Marivânia Silva, 34, a escolha do local foi ótima. “Aqui é bem pertinho de casa. Só fiz atravessar a pista e já concluí o serviço”, afirmou, sorridente. O auxílio no valor de R$ 50 a ajuda a manter a filha Franciele Silva, de 4 anos, matriculada numa unidade de Educação Infantil. “A educação é fundamental. É o primeiro passo que qualquer pessoa precisa dar. Sem ela a gente não chega em lugar algum”, comentou.

Tamires de Jesus, 30, também foi ao local com a documentação necessária para garantir a continuidade do benefício. Moradora de Paripe, ela se agradou com a proximidade entre o ponto de atualização e a residência onde mora. Para ela, a quantia é um complemento à renda do Bolsa Família. “É importante, porque eu estou desempregada, tenho um filho deficiente e preciso de uma ajuda de custo para pagar escola para eles”, diz.

O público atendido no Subúrbio é de aproximadamente cinco mil pessoas. Aqueles que não foram atendidos hoje ainda terão uma oportunidade de atualizar os dados em dia a ser agendado e informado previamente pelas equipes do programa. Enquanto as mães e responsáveis realizavam a atualização, no período entre 9h e 17h de hoje, as crianças se divertiam com pinturas de rosto promovidas por profissionais capacitados.

Segundo a coordenadora do Primeiro Passo, Ludmila Lopes, a atualização é de fundamental importância visto que as famílias atendidas precisam ser contatadas ao longo da assistência. “Frequentemente, nós precisamos atualizar os dados,porque as pessoas mudam muito de telefone e endereço, e esses dados precisam estar corretos, visto que as famílias são acompanhadas por agentes de visita domiciliar, que ajudam inclusive àquelas que ainda não matricularam suas crianças”, afirma Ludmila.

O aviso aos beneficiários do programa foi realizado por meio de telefone e visita presencial. Nesse primeiro momento, o serviço atende apenas à região do Subúrbio Ferroviário. Aqueles que moram na região e ainda não realizaram a atualização devem ficar atentos à próxima data, que está sendo definida pela SPMJ. Segundo a coordenadora, a não atualização pode implicar em suspensão do benefício.

Programa – Instituído pelo Decreto Nº 26.284, de 23 de julho de 2015, o programa Primeiro Passo tem como finalidade promover o desenvolvimento infantil, por meio do apoio às famílias com crianças em idade de creche e pré-escola (do nascimento a 5 anos) beneficiárias do Bolsa Família e que não estejam matriculadas nas unidades de ensino públicas ou conveniadas, por falta de oferta de vaga próximo de casa, mediante ações de educação, saúde e promoção social. São disponibilizados R$ 50 por criança para as famílias que tenham esse perfil. Em toda a capital baiana, cerca de 27 mil pessoas são atendidas atualmente.

Imagem Responsiva










Imagem Responsiva