Paripe.net

Secretários do Distrito Federal conhecem o modelo de gestão do Hospital do Subúrbio

Imagem Responsiva


| |

Secretários do Distrito Federal conhecem o modelo de gestão do Hospital do Subúrbio
Foto: Ascom / Hospital do Subúrbio

O Hospital do Subúrbio foi palco mais uma vez de visita de lideranças políticas. Desta vez, três secretários de estado conheceram a experiência bem-sucedida do primeiro projeto de Parceria Público-Privada (PPP) do Brasil, sob a responsabilidade da empresa Prodal Saúde. Após conquistar seu quinto prêmio em cinco anos de funcionamento, o HS vem atraindo a atenção de gestores de todo o mundo. Desta vez, a unidade hospitalar recebeu os secretários de Saúde do Distrito Federal, Fábio Gondim, da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais, Sérgio Sampaio, e de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos. Os três titulares das pastas circularam na segunda-feira, dia 16, pelas dependências internas da unidade de saúde, tiraram dúvidas sobre o modelo de gestão, obtiveram diversas informações e almoçaram com a Diretoria do HS e o presidente da Prodal Saúde, Jorge Oliveira.


“Viemos conhecer esse modelo de gestão, o tipo de mobilidade e agilidade que se consegue na gestão de uma unidade de saúde através da PPP. O que chama a nossa atenção são os custos relativamente baixos de operação e sua organização, além da celeridade que é típica da administração privada. Nós estamos estudando um espaço para replicar essa experiência e a ideia é que até o começo de 2016 esteja definido e em fase de implantação”, revela o secretário de Saúde.


Para o secretário da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais, Sérgio Sampaio, a visita representa um marco de mudança do modelo de prestação de assistência em saúde. “Temos inúmeras deficiências e não estamos conseguindo atender a contento, já que o modelo tradicional se esgotou em função dos engessamentos, seja na área de pessoal, de contratação, manutenção predial e de equipamentos. A facilidade de gestão é impressionante, além da organização do atendimento. Sem falar nas instalações. Estamos estudando a possibilidade de construção de novas unidades e também a recuperação de alguns hospitais da rede”, revelou.


“Hoje a saúde é o grande desafio do DF. Realmente, existe uma demanda muito grande de melhoria do atendimento. É uma prioridade do governo tratar dessa questão. E estamos justamente conhecendo alternativas de gestão bem-sucedidas, tanto do ponto de vista financeiro-orçamentário quanto da entrega do serviço de qualidade. A satisfação dos usuários do hospital é algo que demonstra a eficiência no atendimento, com resposta rápida e agilidade nos procedimentos. Vocês têm um serviço que realmente atende à população”, afirma a secretária Leany Lemos.


Para a diretora-geral do Hospital do Subúrbio, Lícia Cavalcanti, a unidade tem toda essa visibilidade, justamente pelo modelo de gestão implementado. “Os gestores de outros estados buscam colher informações a respeito do nosso processo de trabalho, que implica em agilidade, resolutividade, em padrões de conduta, técnicas e excelentes profissionais médicos. Enfim, eles vêm conhecer a nossa dinâmica de funcionamento. E esse modelo alternativo, através de uma Parceria Público-Privada, onde é aplicado um modelo rigoroso de condução de todo trabalho visa, sobretudo, resgatar a saúde dos nossos pacientes”.

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva