Paripe.net

Quilombolas do Rio dos Macacos recebem titulação de terras

Imagem Responsiva


Depois de mais de 40 anos em disputa territorial, a titulação das terras do Quilombo Rio dos Macacos, que fica em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador, foi assinada nesta terça-feira (28), na sede da Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), na capital.

O Quilombo Rio dos Macacos disputava o território com a Marinha, desde meados de 1970. O conflito começou depois que a Base Naval de Aratu foi construída e a União pediu a desocupação da área pelos quilombolas.

“Essa titulação nos dá mais empoderamento, além daquilo que a gente já entendia que era um direito da gente. É a nossa carta de alforria assinada”, disse o pescador e quilombola José de Souza, que vive na comunidade do Rio dos Macacos.

As terras, que agora são de propriedade do quilombo têm 98 hectares e fica na cidade de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador. Essa foi a primeira titulação de terras na Bahia, segundo o defensor público federal André Porciúncula, que participou da cerimônia de assinatura.

“Somos uma comunidade carente, desde o passado até hoje. A gente nunca teve nada, porque a Marinha nunca deixou a gente ter nada. Eu nasci em casa de barro, com luz de candeeiro. E até 2017, a gente estava sem energia dentro da nossa comunidade. Todas essas vitórias, para a gente são muito grandes. Pode ser pequena para alguém, mas para nós é grande", disse Olinda Oliveira, que também é quilombola e pescadora.

Informações: G1 BA