Paripe.net

Projeto de Leo Prates homenageia professor Edivaldo Boaventura

Imagem Responsiva


O presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Leo Prates (DEM), propôs que a cidade homenageie Edivaldo Boaventura. Através do Projeto de Lei nº 254/18, já aprovado em plenário, ele sugere que um dos logradouros públicos da cidade ganhe o nome do professor, jornalista e escritor baiano que faleceu no dia 22 de agosto, devido a complicações de uma cirurgia cardíaca.

“É uma homenagem perene a um dos mais renomados educadores e intelectuais da história da Bahia. Um homem que dedicou sua vida à formação dos jovens”, justificou o parlamentar. Nascido em Feira de Santana, no dia 10 de dezembro de 1933, Edivaldo Boaventura era bacharel e doutor em Direito e também graduado em Ciências Sociais. Também era PhD e mestre em Educação pela The Pennsylvania State University (EUA).
Ele ainda foi professor titular da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e integrante da Academia de Letras da Bahia (ALB), tendo publicado 39 livros ao longo da vida. Entre os anos de 1996 e 2012, foi diretor-geral do Jornal A Tarde.
  
Por duas vezes, entre 1970 e 1971 e de 1983 a 1987, exerceu o cargo de secretário de Educação do Estado da Bahia. Nesta função, criou a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) que interiorizou o acesso ao ensino superior.