Paripe.net

Polícia confirma morte de 75 pessoas em acidente com avião da Chapecoense

Imagem Responsiva


Polícia de Medellín confirma morte de 75 pessoas em acidente com avião da Chapecoense
Foto: Polícia Antioquia/Divulgação

Minutos depois do prefeito de Medellín apontar pelo menos 25 mortos no acidente com o avião da Chapecoense, na madrugada desta terça-feira (29), na cidade de La Unión, na Colômbia, a polícia de Medellín confirmou que 75 pessoas não resistiram ao acidente. De acordo com o general General José Acevedo Ossa, da polícia local, responsável pelo resgate, não há confirmação sobre quem são as vítimas.


Inicialmente, foram socorridos os jogadores Alan Ruschel e os goleiros Danilo e Follmann. Outras três pessoas teriam sido encontradas com vida, mas o número de sobreviventes caiu para cinco pois um morreu no caminho para o hospital. No voo estavam 81 pessoas, entre jogadores, dirigentes, convidados e jornalistas. 


Alguns atletas da Chapecoense não viajaram com a delegação. A lista inclui os seguintes jogadores: Neném, Demerson, Marcelo Boeck, Andrei, Hyoran, Martinuccio, Nivaldo e Rafael Lima. Eles não vinham sendo utilizados pelo treinador Caio Júnior.


Segundo a rede de TV Caracol, a aeronave sobrevoava as cidades de La Ceja e Abejorral quando sumiu do radar. Uma operação de emergência foi ativada para atender ao acidente. A Força Aérea Colombiana dispôs helicópteros para ajudar em trabalhos de resgate, enquanto a Aviação Civil instalou um centro de operações no aeroporto. 


A agência de notícias russa Sputinik informou que o local é de difícil acesso, o que estaria dificultando o trabalho de resgate, e há relatos de vários feridos.


O avião da Lamia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 72 passageiros e nove tripulantes a bordo.


Alguns atletas da Chapecoense não viajaram com a delegação. A lista inclui os seguintes jogadores: Neném, Demerson, Marcelo Boeck, Andrei, Hyoran, Martinuccio, Nivaldo e Rafael Lima. Eles não vinham sendo utilizados pelo treinador Caio Júnior.


Segundo a rede de TV Caracol, a aeronave sobrevoava as cidades de La Ceja e Abejorral quando sumiu do radar. Uma operação de emergência foi ativada para atender ao acidente. A Força Aérea Colombiana dispôs helicópteros para ajudar em trabalhos de resgate, enquanto a Aviação Civil instalou um centro de operações no aeroporto. 


A agência de notícias russa Sputinik informou que o local é de difícil acesso, o que estaria dificultando o trabalho de resgate, e há relatos de vários feridos.


O avião da Lamia, matrícula CP2933, decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 72 passageiros e nove tripulantes a bordo.


O time da Chapecoense embarcou para a Colômbia na noite desta segunda-feira para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, nesta quarta-feira (30).  Em nota, a Conmebol lamentou o acidente e suspendeu a partida da final da Copa Sul-Americana. 


"O Comitê Operativo de Emergência do aeroporto José Maria Córdova informa que às 10 horas da noite uma aeronave com matrícula CP2933 proveniente de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, da empresa Lamia Corporation, com matrícula boliviana se declarou em emergência entre o município de Ceja e La Union, a aeronave se declarou com falhas elétricas, segundo foi informado a Torre de Controle da Aeronáutica".


Confira a lista de passageiros: 


Alan Luciano Ruschel 

Ananias Eloi Castro Monteiro

Arthur Brasiliano Maia

Bruno Rangel Domingues

Ailton Cesar Junior Alves da Silva

Cleber Santana Loureiro

Marcos Danilo Padilha 

Dener Assunção Braz

Filipe José Machado

Jakson Ragnar Follmann

José Gildeixon Clemente de Paiva

Guilherme Gimenez de Souza

Everton Kempes dos Santos Gonçalves

Lucas Gomes da Silva

Matheus Bitencourt da Silva

Hélio Hermito Zampier Neto (localizado com vida no meio dos destroços)

Sérgio Manoel Barbosa Santos

William Thiego de Jesus

Tiago da Rocha Vieira Alves

Josimar Rosado da Silva Tavares

Marcelo Augusto Mathias da Silva

Mateus Lucena dos Santos

Luiz Carlos Saroli (Caio Júnior)

Eduardo de Castro Filho

Anderson Rodrigues Paixão Araújo

Anderson Roberto Martins

Marcio Bestene Koury

Rafael COrrea Gobbato

Luiz Cezar Martins Cunha

Luiz Felipe Grohs

Sérgio Luis Ferreira de Jesus

Anderson Donizette Lucas

Adriano Wulff Bitencourt

Cleberson Fernando da Silva

Emersson Fábio Di Domenico

Eduardo Luiz Preuss

Mauro Luiz Stumpf

Sandro Luiz Pallaoro

Plinio de Nes Filho (funcionário do clube que não embarcou)

Luciano Buligon (prefeito de Chapecó que não embarcou)

Gelson Luiz Merisio

Nilson Folle Junior

Decio Sebastião Burtet Filho

Jandir Bordignon

Gilberto Pace Thomas

Mauro Dal Bellio

Edir Félix De Marco

Davi Bareta Dávi

Ricardo Philippi Porto

Delfim Pádua Peixoto Filho

Jornalistas que acompanhavam a delegação

Victorino Miranda (FOX)

Rodrigo Santana Gonçalves (FOX)

Devair Pachoaion (FOX)

Lilacio Pereira Junior (FOX)

Paulo Julio Moraes Clement (FOX)

Mairo Sergio Pontes de Paiva (FOX)

Guilherme Marques (Globo)

Ari de Araujo Junior (Globo)

Guilherme Laars (Globo)

Giovane Klein Victoria (RBS)

Bruno Mauri da Silva (RBS)

Djalma Araújo Neto (RBS)

André Luiz Goulart Podiacki (RBS)

Laion Machado Espínola (GloboEsporte.com)

Rafael Valmorbida Henzel (FM)

Renan Carlos Agnolin (FM)

Fernando Sschardong (AM)

Edson Luiz Ebeliny (AM)

Gelson Galiotto (AM)

Douglas Dorneles (AM)

Jacir Biavatti (FM)

Ivan Carlos Agnoletto (AM)

Tripulação do avião

Miguel Quiroga

Ovar Goytia

Sisy Arias

Romel Vacaflores

Ximena Suarez

Alex Quispe 

Gustavo Encina

Erwin Tumiri

Angel Lugo

 

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva