Paripe.net

Novo trecho da Orla do Subúrbio será entregue revitalizado em janeiro

Imagem Responsiva


A Rua Almeida Brandão, que margeia a linha férrea ao longo da Baía de Todos os Santos, entre os bairros de Itacaranha e Plataforma, passa pela etapa final da extensa requalificação de infraestrutura promovida pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra). O trecho está com 99% das ações concluídas e está previsto para ser entregue à população em janeiro de 2018.

Tratam-se de obras de urbanização em um local que há mais de três décadas não recebia qualquer intervenção do poder público. O investimento é de R$9,484 milhões, provenientes de recursos municipais. O conjunto de obras engloba a construção de um novo sistema de drenagem, pavimentação em pisos intertravado (mesmo implantado na Barra, Rio Vermelho e São Tomé de Paripe) e em asfalto; bem como a contenção em alvenaria de pedra ao longo de toda a rua.

As obras incluem ainda bancos nas áreas mais baixas para contemplação da baía; construção de ciclovia, rampas e piso tátil para acessibilidade, além de novas iluminação e paisagismo. As melhorias também alcançaram os chamados “recantos”, áreas de convivência da população com a construção de dois parques infantis, academia de ginástica, bancos e mesa de jogos, fazendo com que os moradores voltem a ocupar o espaço público. 

Outras obras – Perto da Almeida Brandão, a requalificação e urbanização da orla de Salvador atingiu outros pontos da cidade, a exemplo do que aconteceu em São Tomé de Paripe e Tubarão. Além do Subúrbio, a revitalização também já alcançou os bairros da Barra, Ribeira, Rio Vermelho, Itapuã, Piatã, Jardim de Alah e Boca do Rio.

Entre as intervenções em andamento está a requalificação do entorno do Farol de Itapuã, que já conta com 40% dos trabalhos concluídos. As ações visam garantir a preservação da praia e de áreas vizinhas ao local, proporcionando fluidez à circulação de pessoas com conforto e segurança. 

A iniciativa conta com investimento de aproximadamente R$ 3,2 milhões, oriundos do Programa de Requalificação Urbana de Salvador (Proquali), que integra o eixo Investe do Salvador 360. As obras no local ocorrem em uma área de mais de 21,5 mil m², com 335 metros de extensão, no trecho entre as casas da Marinha e a curva da residência que pertenceu ao poeta Vinicius de Moraes. 

Já a revitalização do trecho entre Stella Maris e Ipitanga, que envolve também a Praia do Flamengo, está em fase de projeto pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF). As intervenções serão feitas em 260 mil m² em cerca de 5 km de extensão, com investimento estimado de R$ 40 milhões. Dentre as melhorias estão piso compartilhado, estacionamento, iluminação especial e até espaço de apoio para praticantes do surf. 

A Barra e o Rio Vermelho, no trecho entre a Aeronáutica e Praia da Paciência, também passarão por melhorias após escolha da empresa que vencer a licitação para execução das obras.

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva