Paripe.net

Miscelânea, O Prazer da Leitura



Leitura

Olá, este é meu primeiro texto para o Paripe.net e fiquei na dúvida sobre o que escrever, afinal de contas geralmente sou boa com as palavras, com assuntos pré-definidos, com os amigos, mas quando o assunto é um tema livre e aberto ao público, tudo fica mais complicado. Pensei então em transformar este espaço numa miscelânea e não deixar que apenas um tema seja o rei do pedaço. Bem é isso, espero que gostem dos pontos de vista que trarei aqui, de hoje em diante, falando de tudo um pouco e um pouco de tudo!

 

Para começar vamos falar de um tema que gosto muito: a leitura. Você já parou para contar quantos livros já leu esse ano? Se não leu nada ou não o tanto que gostaria, devo lembrar que estamos no começo de 2014 e ainda dá tempo de atualizar a leitura ou descobrir o prazer da que ela proporciona, além de ampliar o conhecimento é claro! Ah, mas a leitura não é um hábito em sua vida? É cansativo, é chato? Bem, que tal mudar um pouco esse conceito e começar aos poucos? Se não puder ou quiser começar com aquele livro de 500 páginas pode ser aos poucos, iniciando com uma revista, não aquelas que trazem só as fofocas, mas algo temático que tenha um conteúdo mais elaborado. Depois você pode passar para os livros de bolso, pequenos, de fácil leitura e com centenas de assuntos para você escolher: autoajuda, história, romance, ficção, religioso, esotérico, sensual, etc. Daí para passar para as trilogias e coleções completas será um pulo!

 

Mas deixe-me pensar, você não tem tempo para ler, tem seus filhos para cuidar... Ótimo, você pode ler para eles e ir auxiliando na sua formação, aguçando a criatividade e ajudando em seu desenvolvimento. E de quebra você ainda conseguirá passar momentos especiais e únicos com seus filhos. 

 

Bem o importante é lembrar que por mais que se tenha a internet, os livros e revistas terão sempre seu lugar de destaque e como disse o próprio Bill Gates: “Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história.”

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva