Paripe.net

Mercado oferece alimento de graça para pessoas carentes em Petrolina

Imagem Responsiva


Mercado oferece alimento de graça para pessoas carentes em Petrolina
Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Um casal em Petrolina, no Sertão de Pernambuco tem praticado um exemplo de solidariedade. Eles são donos de um mercado no bairro Vila Mocó e decidiram colocar há pouco mais de um mês, uma estante em frente ao comércio com alimentos que são destinados para pessoas carentes que estejam passando.


A ideia surgiu quando a comerciante, Maíra Mousinho Amariz, viu a grande quantidade de pessoas que pediam alguma ajuda diariamente no estabelecimento. "As pessoas passavam e a gente via que estavam com fome. Pediam ajuda e a gente começava a ajudar. Sempre que eles vinham, a gente ajudava e poderia ajudar mais do que dar", disse a proprietária.


Nas prateleiras são colocados produtos como pão, feijão, arroz, verduras e frutas. Sobre a estante, um cartaz informa que as pessoas devem pegar apenas o que é essencial para matar a fome e, segundo Maíra, isso tem sido respeitado. "O que mais impressiona é que eles pegam apenas o necessário. No início eles ficavam mais intimidados, mas hoje eles já chegam e já pegam tranquilamento sempre muito sorridente", destacou. Os comerciantes ainda não conseguiram contabilizar quantas pessoas passam por lá diariamente.


Sempre que podem, Maria de Lourdes Silva e Jairo Silva, pegam alguma coisa da prateleira. O casal de idosos ganha a vida recolhendo reciclagens pela cidade. "Tem hora que a gente não tem dinheiro para comprar pão. Então achando um filho de Deus que dê, agradeço por tudo o que Deus manda e que seja bem vindo", agradeceu.


O administrador e esposo de Maíra, Jackson Moura, acatou a ideia da mulher e percebeu que a ajuda foi bem maior do que podia imaginar. "Nossos clientes estão apoiando a gente, querendo trazer produtos para agregar junto com os nossos. Está envolvendo tudo mundo. O importante é que pessoas deixem de passar fome", destacou.


A ação de solidariedade tem impressionado vizinhos e clientes do mercado. "Com tanta gente com fome é uma questão de solidariedade. Temos que ser solidários com nossos irmãos que tem gente que mais necessita das coisas", enfatizou Vera Freire, que tem um bar em frente ao mercado. Dona Vera inclusive já pensa em, assim como Maíra e Jackson, ajudar as pessoas carentes que circulam pelo bairro.


"Espero que aqui seja uma sementinha e que as pessoas tenham como exemplo. A gente que tem mercado tem muita coisa que vai se perdendo e, antes que se percam estes alimentos a gente podia dar. Não vai nos fazer falta, pelo contrário, vai alimentar pessoas que realmente precisam", disse Maíra.

 

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva