Paripe.net

Iniciativa da 31ª CIPM leva crianças da Lagoa da Paixão para conhecer polícia montada

Imagem Responsiva


Iniciativa da 31ª CIPM leva crianças da Lagoa da Paixão para conhecer polícia montada
Foto: Camila Souza/GOVBA

Crianças com idade entre 4 e 6 anos, moradoras do bairro Lagoa da Paixão, no Subúrbio, conheceram um pouco mais sobre a vida dos cavalos, em visita realizada na manhã desta terça-feira (25), na sede do Esquadrão de Polícia Montada, na Avenida Dorival Caymmi. O público infantil assistiu uma palestra descontraída sobre curiosidades dos ciclos dos quadrúpedes e acompanhou a troca de ferraduras e a raspagem de pelo dos eqüinos. A melhor parte ficou para o final, quando muitos tiveram a oportunidade de montar no animal pela primeira vez. 


A atividade foi promovida pela 31ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), que realiza um trabalho de incentivo à cidadania e prevenção da criminalidade em instituições de ensino, unidades de saúde e estabelecimentos situados na região que envolve os bairros Lagoa da Paixão, Valéria, Palestina e Nova Brasília de Valéria.


O passeio desta terça fez parte das ações previstas para o mês da criança Aos cinco anos, Anna Vitória da Silva só havia montado em cavalos de brinquedo em parques infantis. A experiência de subir em um animal de verdade jamais será esquecida. “Fiquei muito feliz. Achei muito legal. Foi rápido e o cavalo ficou parado”, contou a aluna da Escola Municipal Professor Ítalo Gaudense. 


De acordo com a coordenadora pedagógica, Dinah Moreira, a experiência vivida pelas crianças ajuda a consolidar conceitos trabalhados em sala de aula. “Existe uma grande diferença entre saber na teoria e vivenciar na prática. Conhecer um cavalo de perto, saber como ele vive e como cuidar de um outro ser vivo, na prática, constrói um significado mais amplo e que pode impactar no desenvolvimento cognitivo e pessoal”, destaca a educadora. 


Segundo o comandante da 31ª CIPM, major Élson Pereira, as ações preventivas estão inseridas no Programa Educacional de Resistência às Drogas e À Violência (Proerd). “As atividades são realizadas, principalmente, em ambiente escolar, com o objetivo de agregar informações que fomentam uma cidadania plena às crianças e que ajudam a desconstruir a imagem de polícia repressora, fazendo o policial ser visto como amigo e referência de cidadão”, explicou. 


Diversos projetos sociais são apoiados pela 31ª CIPM. Recentemente, palestras com temas voltados ao desenvolvimento humano, combate à violência de forma geral, alertas sobre sexualidade, cidadania e ética, ocorreram na sede da Companhia. 

 

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva