Paripe.net

Hospital Alayde Costa, em Escada, fecha após fim de contrato com governo estadual



O Hospital Alayde Costa, localizado no bairro de Escada, no subúrbio ferroviário de Salvador, fechou as portas na segunda-feira (16). Todos os funcionários foram demitidos e os pacientes que estavam internados na unidade de saúde foram transferidos para outros hospitais durante o final de semana.

Nesta terça-feira (17), os funcionários que trabalhavam no hospital estiveram na unidade para fazer exame demissional - procedimento realizado antes do desligamento. Os trabalhadores contaram que ficaram sabendo da demissão na semana passada, e alegaram que o salário do mês de março está atrasado.

Em nota, a direção do hospital negou a acusação, e informou que o pagamento dos salários será efetuado até o fim deste mês, dentro do prazo legal.

O Hospital Alayde Costa era privado, mas atendia pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Em operação há mais de seis anos, a unidade era administrada pela empresa Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

O fechamento ocorreu após o fim do contrato que a unidade de saúde tinha com o governo estadual. Em nota, a direção da unidade de saúde informou que algumas medidas de ajuste no atendimento, exigidas pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) antes do fim do contrato, foram cumpridas, e que foi pega de surpresa com a rescisão. No comunicado, a direção disse ainda que o hospital se viu obrigado a dispensar os profissionais.

Já a Sesab disse que o contrato foi cancelado porque não foram cumpridas as metas estabelecidas, mesmo depois de várias tentativas de ajustes. As metas e as tentativas de ajustes não foram detalhadas.

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva