Paripe.net

Criança sofre tentativa de sequestro em Plataforma; “caso isolado”, diz delegado

Imagem Responsiva


Uma criança de três anos sofreu uma tentativa de sequestro na Rua Batista Machado, bairro de Plataforma, em Salvador. De acordo com a Polícia Civil, a criança estava com a mãe na porta de casa quando foi abordada.

Baseado no depoimento, o titular da 29ª Delegacia Territorial (DT/Plataforma), Luiz Henrique, disse que, por volta das 16h30 de quarta-feira (26/9),  um carro de cor vermelha e vidro fumê e uma moto teriam se aproximado das vítimas. O motociclista, por sua vez, teria mostrado uma arma na cintura e gritado: “passa, passa, passa”.

Assustada, a mãe mostrou o celular e fez menção de entregar o aparelho. No entanto, o alvo era a criança, que passou a ser puxada pelos braços. Na ‘disputa’, a mãe levou a melhor. Assustados, o motociclista e o carro, que o seguia, fugiram do local. A criança realizou exame de corpo de delito na manhã desta quinta-feira (27/9).

O caso foi registrado pela mãe da vítima nas redes sociais. “Agradeço a Deus pelo livramento e não queria que vocês passem pelo que eu passei”, disse.

FAKE NEWS 

Também na quarta, uma notícia sobre sequestro de crianças movimentou alguns bairros de Salvador, principalmente Campinas de Pirajá. Tudo por conta de um áudio que circula acompanhado por diversas fotos que mostram partes de um corpo mutilado. O material é divulgado por um homem que se identifica como “agente Reis”.

O comandante da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Pirajá), major Raimundo Barros, disse que desconhece o caso. “Um fato dessa gravidade não estaria acontecendo sem que a gente soubesse”, afirmou, acrescentando que não há registro de ocorrência semelhante que tivesse chegado ao seu conhecimento.

O delegado titular da 29ª DT disse que a tentativa de sequestro em Plataforma não tem relação com a circulação dos áudios pelo WhatsApp e trata o caso ocorrido no Subúrbio como fato isolado.

Fonte: Aratu Online

Imagem Responsiva










Imagem Responsiva