Paripe.net

Comunidade do Rio Sena recebe campeões do Karatê do Saber

Imagem Responsiva


| |

Comunidade do Rio Sena recebe campeões do Karatê do Saber
Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Uma recepção digna de grandes campeões. Foi assim que a comunidade do bairro Rio Sena saudou na tarde desta quinta-feira (10) os atletas do Projeto Karatê do Saber, que trouxeram 22 medalhas do 19º Campeonato Brasileiro de Karatê Semi-Contato disputado no Rio de Janeiro no último fim de semana. Os 15 medalhistas desfilaram em carro aberto pelas ruas do bairro para o orgulho de familiares e moradores. O projeto da Base Comunitária de Segurança do Rio Sena atende 160 crianças e adolescentes com aulas da arte marcial e vem ajudando a transformar a realidade da juventude local graças ao esporte como instrumento de cidadania e prevenção social.


Os caratecas que representaram Rio Sena e a Bahia na competição nacional trouxeram na bagagem sete medalhas de ouro, sendo duas de uma aluna do Colégio Militar no Lobato, sete de prata e oito de bronze. O desempenho rendeu o 4º lugar na classificação geral por equipes. O projeto atende jovens e crianças entre 8 e 21 anos. As aulas gratuitas acontecem duas vezes por semana em um espaço comunitário. 


Aos 13 anos, Jadson Ramos aumentou a coleção com uma medalha de ouro e outra de bronze. Ele é um dos destaques do projeto e exemplo de como a iniciativa de dos policiais da base, Roberto Costa e José Modesto, muda as perspectivas dos jovens em vulnerabilidade social. "O projeto me ajudou muito na escola, em casa, na rua. Antes eu assistia uma aula e depois ficava na rua. Agora assisto todas as aulas e depois, karatê", lembra o menino.


Família aprova resultados


A mãe de Jadson, Célia Ramos, acompanha os resultados obtidos por ele no esporte e na vida. Para ela, o Karatê do Saber afasta os jovens da violência e das drogas, sendo importante também para auto-estima dos garotos. "Moramos no subúrbio, já temos a discriminação por esse lado e não há oportunidades por não termos muitos espaços como este. Era uma preocupação muito grande porque na rua eles estão mais vulneráveis".


Para a comandante da BCS Rio Sena, capitã Camila Soledade, as conquistas e o momento de comemoração marcam a integração da polícia-comunidade e o impacto de ações a longo prazo. "O resultado a gente já consegue observar agora, mas, daqui a alguns anos, muitos jovens certamente estarão fora da criminalidade graças à integração proporcionada por este projeto". 


Ao longo do trajeto percorrido pelos atletas, não faltou emoção e orgulho principalmente para os familiares. "Fico muito emocionada porque é um esporte bom para todas as crianças, incentiva muito eles e graças a Deus veio aqui para Rio Sena", disse a auxiliar-administrativa Miriam Sobreira.

Imagem Responsiva









Imagem Responsiva