Paripe.net

Centro Histórico recebe III Festival de Quadrilhas Juninas de Salvador



A partir deste sábado (22), quem for ao Centro Histórico vai poder conferir o III Festival de Quadrilhas Juninas de Salvador. Realizado pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), o evento terá a apresentação de nove grupos tradicionais na Arena Arromba Chão, na Praça da Cruz Caída, até a terça-feira (24), sempre a partir das 19h.
 
As quadrilhas devem alegrar os espectadores com os tradicionais ritmos juninos, como marcha, xote, xaxado e baião, além de levar graça e beleza com a encenação do casamento caipira. Para o Arraiá ficar ainda mais animado, Emanuel Vitório, que interpreta Luiz Gonzaga, fará participações especiais nos três dias. Em 2024, completa-se 35 anos da morte do Rei do Baião.
 
A proposta integra a programação do São João do Centro Histórico e tem o objetivo de valorizar, promover e dar visibilidade aos coletivos de quadrilhas juninas da capital, ao mesmo tempo, proporcionar grandes espetáculos ao público.
 
Ainda como forma de reviver o clima das antigas tradições do mês de junho, diariamente, antes das apresentações dos grupos, o Centro Histórico será envolvido com os Cortejos Juninos. Esse é um movimento formado por casais de quadrilheiros, que vão circular pelas ruas fazendo um convite especial às pessoas para prestigiarem os espetáculos. 
 
Histórico – O Festival de Quadrilhas Juninas nasceu em 2022. A iniciativa foi importante para dar uma nova vida aos grupos de quadrilhas da capital que, devido à falta de recursos e políticas de salvaguarda, se viam desvalorizados e sozinhos no desafio da manutenção deste tradicional fazer cultural de Salvador, ausente das comemorações juninas do Centro Histórico desde 2014. O sucesso do Festival foi tamanho que a FGM garantiu a promoção no ano seguinte e aposta, mais uma vez, nesse evento em 2024.
 
Para o gerente de Patrimônio Cultural da FGM, Vagner Rocha, realizar o festival pelo terceiro ano consecutivo demonstra o êxito da iniciativa que trouxe de volta as quadrilhas juninas para o São João do Centro Histórico e reafirma o compromisso da FGM com a valorização dessa importante manifestação popular da cultura nordestina. "Prova disso é que mais duas quadrilhas soteropolitanas voltaram à ativa para participar do festival em 2024 (Junina Capelinha e Mandacaru), motivadas pela repercussão positiva da Arena Arromba Chão", afirma.
 
Confira a programação:
 
Dia 22 (sábado)
Mirim Germe da Era
Buscapé
Arraiá das Marias
 
Dia 23 (domingo)
Mirim Forró do Luar
Mandacaru
 
Dia 24 (segunda-feira)
Asa Branca
Imperatriz do Forró
Junina Capelinha
Forró do ABC