Paripe.net

Campo Grande é palco da VIII Semana do Artesão até domingo (24)

Imagem Responsiva


A VIII Semana do Artesão, que deu início ao Festival da Cidade, já movimenta o Largo do Campo Grande. Pelo menos 300 artesãos e artesãs disponibilizam seus produtos na feira livre que começou nesta quinta-feira (21) e segue até o domingo (24), das 10h às 21h. A iniciativa é organizada pela Associação dos Artesãos da Bahia (Adaba).Quem circula pelo local encontra produtos que remetem ao universo cultural e gastronômico da Bahia.

Nos estandes são oferecidas peças artesanais feitas com tecido, cerâmica, couro, madeira, reciclagens, utensílios e utilitários, bijuterias, pinturas, esculturas, antiquários, plantas e flores. A diversidade dos artigos em fuxico expostos no stand da artesã Eduarda Papa, 69 anos, chama atenção pelo colorido. "São quatro dias que dá para fazer um bom trocado", disse ela, enquanto tricotava mais um pano de prato para adicionar à vitrine.

Além do espaço de artesanato, foi montada uma praça de alimentação com variadas opções de quitutes artesanais, inclusive de alimentos da culinária vegana. Participante do evento desde a primeira edição, a produtora de mel e derivados Edna Guerreira, 53 anos, fez questão de deixar sua cidade natal, Caldeirão Grande, para montar o stand na feira. 

"Sempre vendemos muito bem.  Nossa expectativa de boas vendas é no final de semana, quando isso aqui fica lotado", disse Edna, que ainda comercializa bananada, azeite doce e arroz integral.

Mais adiante uma estreante. Pela primeira vez na feira, a vendedora Charlene Oliveira, 43 anos, arrumava sua barraca que carrega o nome "Delícias da Roça". Enquanto organizava os sequilhos, castanhas, aviador e biscoitos diversos, comentou sobre o que espera do comércio nos próximos dias. "Vamos vender tudinho", aposotu. 

No que depender do advogado e morador do Campo Grande Fernando Lopes, 43 anos, a feira será um sucesso. Assim que viu a movimentação, fez questão de comprar produtos naturais e garantiu que voltará com a família no final da semana. "Não perco a oportunidade de comprar o mel vindo de Caldeirão Grande. Sábado venho com as crianças comer as tantas delícias que encontramos por aqui", assinalou.

A Semana do Artesão foi criada em 2012 com o objetivo de homenagear a categoria pela passagem do dia, comemorado sempre em 19 de março pela Igreja Católica como Dia de São José, que era carpinteiro. 

Imagem Responsiva










Imagem Responsiva