Paripe.net

Bahia apresenta experiências em PPPs à comitiva do Governo Federal

Imagem Responsiva


A Bahia possui atualmente cerca de R$ 10 bilhões investidos na modalidade Parceria Público-Privada (PPP), com 6,6 mil empregos diretos gerados. O Hospital do Subúrbio, em Salvador, que completa 10 anos este ano, foi primeira PPP na área da saúde do Brasil.

Para conhecer este know-how e promover investimentos na modalidade PPP em outros estados e municípios brasileiros, uma comitiva composta por equipes dos ministérios da Economia e da Saúde está na Bahia, onde, nesta terça-feira (20), participou de um seminário na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e visitou o Hospital do Subúrbio. Na quarta-feira (21), a visita será ao Instituto Couto Maia (Icom), outra PPP baiana de sucesso na área da saúde.

A secretária especial do Ministério da Economia, Martha Seillier, destacou a extensa agenda de PPPs na Bahia. “São projetos de infraestrutura, transporte, saúde, e viemos conhecer melhor as PPPs de hospitais. Nós estamos visitando o Hospital do Subúrbio e Instituto Couto Maia, pois são projetos que o Governo Federal quer levar para mais estados e municípios. Com isso, vamos ter mais participação privada nos hospitais, melhorando a infraestrutura e a gestão neste setor tão importante da saúde”, afirmou.

Segundo a secretária especial, este é um momento de aprendizado para o Governo Federal. “Nós queremos ampliar a infraestrutura de atendimento hospitalar no Brasil com mais ganho de eficiência e, por isso, foi tão importante esta vinda à Bahia. É o aprendizado de uma década que representa o primeiro projeto de PPP na saúde, o Hospital do Subúrbio”.

A subsecretária da Saúde da Bahia, Tereza Paim, ressaltou a qualidade de atendimento oferecida pelo Hospital do Subúrbio. “Esta é uma PPP exitosa e um modelo que nos traz grande orgulho, porque a população tem acesso aos serviços com qualidade garantida. Há uma fidelização maior dos próprios profissionais da saúde por terem um contrato mais duradouro. Isso faz com que a própria organização tenha um tempo mais amplo de planejamento, ação e tomada de decisão. Este é um hospital ONA 3, uma classificação muito boa, que traz para o Governo do Estado a segurança de uma melhor qualificação e um acerto na oferta da saúde para a população”, disse.

Exemplos de PPP

Na ocasião, o vice-governador e secretário do Desenvolvimento Econômico, João Leão, lembrou outros exemplos baianos de PPP. “Eles estão aqui para compartilhar conosco as experiências que nós já tivemos no sistema PPP. A Bahia é a campeã do Brasil neste sistema. São exemplos a Ponte Salvador-Itaparica, que já está licitada, o metrô, a BA-052 e as PPPs nas áreas de saúde, saneamento e educação. Estamos agora aprendendo um pouco mais, porque quando compartilhamos nossas experiências, também aprendemos coisas novas. O que nós queremos é colocar a Bahia no topo do Brasil”.

A apresentação dos projetos ficou a cargo do secretário-executivo de Parcerias Público Privadas do Estado, Rogério Princhak. “Nós temos hoje já contratados cerca de R$ 10 bilhões, incluindo a Fonte Nova, Emissário Submarino, as três PPPs da Saúde e o metrô Salvador-Lauro de Freitas. Com a Ponte Salvador-Itaparica, serão mais R$ 6 bilhões”, explicou Princhak.