Paripe.net

Alunos da rede municipal inauguram primeiro pomar da Escolab de Coutos

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva


Alunos da Escolab de Coutos, localizada na Rua da Lagoa, inauguraram o primeiro pomar da unidade. O plantio de árvores frutíferas aconteceu na manhã desta quinta-feira (23). A ação tem apoio da Secretaria Municipal da Educação do Salvador (SMED), da Secretaria Municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) e dos técnicos da Caravana Salvador Mata Atlântica. Foram plantadas mudas de pitangueiras, laranjeiras, limoeiros, goiabeiras e aceroleiras. 

Antes de iniciar a atividade, os alunos foram reunidos e orientados pela bióloga da caravana Salvador Mata Atlântica, Elane Silva de Sousa, de 43 anos, responsável pela equipe de plantio. Em seguida, os pequenos foram apresentados aos materiais do plantio, que foi encerrado com uma rodada de perguntas e, como incentivo, os alunos ganharam doces. 

"A ação é uma forma de incentivar os estudantes no cuidado com o meio ambiente e promover a educação ambiental. Estamos sempre orientando os alunos sobre como fazer o plantio de uma árvore e preservar o meio ambiente, incentivando o plantio de vegetação de mata atlântica, que é o nosso bioma", explicou a bióloga. 

Para Elane Sousa, a importância dessas atividades está refletida na mudança de visão das crianças sobre o tema e em como essa experiência se torna um marco na vida de cada jovem. "Eles passam a ter um olhar diferenciado. Isso é nítido em cada plantio que participamos. Eles se sentem felizes em plantar. Eu já ouvi até uma criança falar 'hoje foi o dia mais feliz da minha vida', por nunca ter plantado uma árvore e ter aprendido isso aqui. A atividade acaba despertando esse interesse de preservar o meio ambiente. Eles vão passar por aqui todos os dias e desenvolver o sentimento de pertencimento, pois eles tiveram participação no plantio", contou. 

A pedagoga Cássia Silva Santos Góes, 42, atual diretora da escola, diz que os alunos abraçaram a iniciativa. "Ficaram animadíssimos. Porque elaboramos o projeto juntos, depois fizemos uma semana de sensibilização com as crianças, para que elas também pudessem opinar, dizer o que gostariam de trabalhar durante a realização do projeto. E quando anunciamos que já tínhamos fechado com um parceiro para dar conta do paisagismo e do plantio na Escolab, eles ficaram maravilhados".  

Cássia também se mostrou feliz com a execução do projeto. "Fechamos a parceria com a Secis e quando eles sugeriram fazer pomar, paisagismo e horta, os meninos vibraram. Para aqueles que estão vindo de outras escolas e já participaram de outros plantios, também é uma experiência gratificante". 

Interação - Participaram do plantio alunos do 1° ao 5° anos, além de professores que também colocaram a mão na massa, plantando duas laranjeiras e um limoeiro.

Aluno do 5º ano E, Cauã de Almeida Costa, 14, demonstrou muita desenvoltura na atividade. Após plantar uma goiabeira, o pequeno exclamou: "Agora só falta colocar o 'negócio' para as formigas!", se referindo ao produto que garante proteção contra os insetos. Cauã diz que entende a importância das plantações para guardar "nossa herança vegetal". "É uma coisa boa. A gente representa os índios, fazendo o que eles faziam antigamente. O que eles arrancavam, eles plantavam para ajudar e não destruir a natureza. É uma herança. A gente só faz retribuir e completar. Todo dia cuidar dela para não acabar", disse.

Passo a passo - A pedagoga Cássia fez questão de participar do plantio. Orientada por Elane e outros técnicos da Caravana, plantou mudas de laranjeira. O primeiro passo é deixar o torrão - terra que envolve a raiz da planta - nivelada com o solo. Depois, colocar a muda e o tutor, responsável por auxiliar no crescimento reto da árvore. 

O terceiro passo é colocar, junto ao torrão, o tubo airador para que a terra permaneça úmida por mais tempo, e o tubo de proteção diretamente no caule da árvore. Por fim, a muda é amarrada ao tutor por um fio de plástico e regada. Elane Sousa lembra que é importante reduzir espaços vazios quando colocar a terra, assim evita a proliferação de fungos e bactérias. Além de ter cuidado para não jogar terra no tubo airador. As mudam foram espalhadas por toda escola.  

Imagem Responsiva
Imagem Responsiva










Imagem Responsiva
Imagem Responsiva